Plano de insolvência da Tecnoforma já foi aprovado

Pedro Passos Coelho colaborou com a empresa entre 2002 e 2007. A Tecnoforma tem agora o seu plano de insolvência aprovado. Há vários bancos entre os credores, escreve o Expresso.

O plano de insolvência da Tecnoforma foi aprovado na assembleia de credores, três anos após o primeiro pedido.

A informação é avançada pelo jornal Expresso, que cita uma notificação de aprovação da insolvência publicada esta segunda-feira, 13 de Abril, pela Comarca de Lisboa.

Entre os credores contam-se os bancos BCP, BIC, BES, Popular, Santander e Barclays.

De acordo com o Expresso, a demora no processo deveu-se a um pedido de impugnação da insolvência feito por um ex-funcionário.

O actual primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, colaborou com a empresa entre 2002 e 2004, tendo depois sido seu administrador entre 2005 e 2007.

A Tecnoforma foi alvo de uma investigação pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) e pelo gabinete de combate à fraude da União Europeia, em processos relacionados com a obtenção de fundos comunitários.

IN Jornal de Negócios

Destaques
Notícias Recentes
  • LinkedIn Social Icon

2020